Keep Pet >> Bicho de estimação >  >> Animais de estimação pequenos

Noções básicas do aquário

Com o planejamento e preparação adequados, manter um aquário pode ser uma experiência gratificante. Veja mais imagens de aquário .
Manter um aquário pode proporcionar recompensas e satisfação imensuráveis. No entanto, também requer algum trabalho e, antes de se aventurar no hobby, você precisará de algumas informações fundamentais.

Galeria de imagens do aquário

A melhor maneira de começar é com uma compreensão básica do que acontece em um aquário de sucesso. Você também precisará saber como selecionar uma boa loja de aquários, que possa fornecer equipamentos, serviços e conselhos confiáveis.

Finalmente, você precisará dar o primeiro passo no planejamento do seu aquário:selecionar um tanque e um local adequado para ele.

Vamos começar explorando o ambiente aquático fechado na próxima página.

Para saber mais sobre aquários de água doce, consulte:

O Ambiente Aquático Fechado

Os ecossistemas aquáticos naturais são muito mais complicados do que o ambiente aquático de um aquário.
É realmente incrível que os peixes possam sobreviver em um aquário. Comparado com seus habitats naturais - de riachos da selva a vastos lagos - até um aquário relativamente grande é minúsculo.

Um aquário também tem várias limitações embutidas que trabalham contra a saúde de seus ocupantes. Não importa quão extravagante e cuidadosamente planejado, qualquer aquário é um artificial meio Ambiente.

Os ecossistemas aquáticos naturais são muito mais complicados do que o ambiente aquático de um aquário. Os processos biológicos em um corpo de água foram ajustados ao longo de milênios para se tornar um sistema complexo e vivo.

Esse sistema inclui padrões climáticos, processos geológicos e químicos e inúmeras inter-relações entre plantas, animais e microrganismos. As formas de vida encontradas nesses sistemas se adaptaram a condições muito específicas e sua capacidade de sobreviver depende do ambiente.

Um sistema fechado como um aquário é uma coisa completamente diferente. Por definição, um sistema fechado significa que o ambiente consiste apenas no tanque e seu conteúdo. Os processos naturais que, na natureza, forneceriam alimento, proteção e um ambiente limpo e não contaminado para os peixes não fazem parte do aquário.

Como aquarista, sua principal responsabilidade é cuidar para que essas coisas sejam cuidadas nos limites do seu aquário.

Fornecer nutrição e um habitat seguro e confortável são essenciais. Manter a qualidade da água, no entanto, é algo um pouco menos óbvio para a maioria dos novos aquaristas.

A qualidade da água refere-se à quantidade de detritos, poluentes e outras substâncias indesejáveis ​​que aparecem na água naturalmente ou por contaminação, e mais aquários falham devido à má qualidade da água do que provavelmente qualquer outra coisa.

Por que a qualidade da água é tão importante? Aproximadamente 80 a 90 por cento de todas as doenças dos peixes são devidas ao estresse físico. A fonte mais comum de estresse é viver em águas poluídas.

Esse estresse, se persistente e não aliviado, faz com que o sistema imunológico de um peixe se torne cada vez menos capaz de combater a infecção por organismos causadores de doenças que estão sempre presentes na água. Algumas espécies de peixes sofrem desse problema mais rapidamente do que outras, mas todos os peixes acabam adoecendo e morrem quando mantidos em água de má qualidade.

Os aquaristas iniciantes podem ter dificuldade em manter seus aquários saudáveis ​​não por falta de habilidade ou motivação, mas por falta de conhecimento. Manter a água limpa não é nada difícil; requer apenas um pouco de compreensão, um pouco de esforço e o equipamento certo.

Vá para a próxima seção para saber mais sobre a importância da qualidade da água do aquário.

Para saber mais sobre aquários de água doce, consulte:

Qualidade da Água do Aquário

A presença de plantas e a superpopulação de peixes são dois grandes fatores na qualidade da água do aquário.>
A qualidade da água do aquário se deteriora por vários motivos. Como parte de seu metabolismo, os peixes produzem vários resíduos que se acumulam na água, e outras matérias orgânicas, como alimentos não consumidos, se decompõem em substâncias que podem contaminar a água.

Com o tempo, esses poluentes se acumulam em um aquário a um nível que é perigoso para os ocupantes. Em seu ambiente nativo, os peixes são protegidos desse problema por um sistema natural. A água de um rio ou lago é continuamente reabastecida com água fresca da chuva, e diferentes processos químicos e biológicos removem os poluentes orgânicos da água.

Para manter um aquário saudável, você simplesmente precisa entender esse sistema natural e duplicar seus efeitos para seus peixes.

Antes do advento da filtragem, os amadores dependiam de sua capacidade de manter o equilíbrio no tanque. O número e o tamanho dos peixes, a abundância de plantas e a capacidade de caracóis e outros necrófagos consumirem excesso de comida e outros materiais no tanque foram levados em consideração.

Foi, no entanto, um ato de equilíbrio que apenas os aquaristas mais habilidosos poderiam manter ao longo do tempo. O número de peixes que podiam ser mantidos nesses aquários equilibrados ou naturais era bastante pequeno. E, no entanto, quando comparados com o ambiente natural dos peixes, mesmo esses aquários estavam superlotados.

Hoje, os novos aquaristas muitas vezes acreditam que a tecnologia do aquário, particularmente o sistema de filtragem, elimina o trabalho e os problemas de manter os peixes. Até certo ponto, isso é verdade.

Certamente, em comparação com manter os peixes em um aquário, onde toda a água deve ser trocada pelo menos uma vez por semana, um aquário com filtro é mais conveniente e fácil de manter. Ainda assim, os sistemas de filtragem têm limitações.

Não importa o quão sofisticado, um filtro só pode diminuir a taxa na qual a água em um aquário se torna poluída. Nenhum sistema de filtro pode realmente impedir que a qualidade da água se deteriore. A filtragem é importante para manter a boa qualidade da água para os peixes, e os filtros fazem tornar possível manter mais peixes em um aquário.

O sucesso com a aquarismo, no entanto, requer mais do que um bom filtro. O verdadeiro valor da filtragem é que ela ajuda a manter a boa qualidade da água de forma mais consistente, mas somente se alguns princípios fáceis de seguir de cuidados com o aquário forem seguidos.

A verdadeira chave para o sucesso é encontrada em três regras básicas, cada uma formulada para criar um ambiente estável para os peixes. A primeira regra é não sobrecarregar o tanque com peixes. Quanto mais peixes houver em um aquário, mais rápido a qualidade da água diminui. Conforme observado anteriormente, o filtro apenas retarda esse processo.

A segunda regra é não alimentar demais os peixes. O acúmulo de restos de comida no tanque contaminará rapidamente a água. A regra três é fazer trocas parciais freqüentes de água. Isso remove poluentes e adiciona água fresca e limpa ao aquário, ajudando a manter um habitat saudável.

Se você entender essas três regras e o raciocínio por trás delas, estará no caminho certo para se tornar um aquarista de sucesso.

O que resta é aprender sobre o equipamento que você usará - o que você precisa e por que você precisa - e depois aprender um pouco sobre os peixes para os quais você montará a casa. Vamos continuar aprendendo onde comprar seu aquário na próxima página.

Para saber mais sobre aquários de água doce, consulte:

Onde comprar aquários

Encontrar uma boa loja de animais é essencial antes de iniciar seu novo hobby.
Os novos aquaristas raramente percebem o quanto uma boa loja de animais é valiosa para seu sucesso na criação de peixes. O valor, neste caso, não tem nada a ver com os preços mais baixos ou a menor distância percorrida.

Ao determinar onde comprar aquários, o que você quer é uma loja que possa oferecer bons conselhos, fornecer soluções para problemas, recomendar produtos que melhor atendam às suas necessidades e lidar com garantias ou reparos de equipamentos.

Se você mora em uma área urbana, provavelmente tem dezenas de lojas de animais e aquários para escolher. Quanto menor a cidade ou quanto mais rural for a sua área, menos lojas haverá.

Um de seus primeiros objetivos é visitar quantos revendedores de aquários forem convenientes antes você compra qualquer coisa. À medida que você visita cada loja, há certas coisas para procurar. A loja deve ter uma aparência limpa. Os pisos devem ser varridos e os tapetes aspirados.

As prateleiras devem ser abastecidas com uma variedade de mercadorias. Poeira, principalmente em recipientes de alimentos, significa um baixo giro de mercadorias, aumentando a probabilidade de produtos antigos ou desatualizados.

Os tanques em si devem parecer bem conservados. A água deve estar limpa e o vidro frontal limpo - sem manchas de água do lado de fora ou algas no interior. Os tanques devem ser claramente rotulados com os nomes e preços dos peixes neles contidos.

O peixe deve ser saudável e ativo; ou seja, os peixes individuais devem apresentar cor e comportamento típicos da espécie. Em uma grande loja com muitos tanques, os peixes mortos ocasionais em um tanque podem acontecer. No entanto, se muitos dos tanques contiverem peixes mortos, ou se os funcionários parecerem desinteressados ​​quando um peixe morto for apontado para eles, você vai querer levar seu negócio para outro lugar.

Se os peixes não estiverem saudáveis ​​quando você os comprar, é improvável que eles se tornem saudáveis ​​em seu próprio aquário, e eles podem estar carregando doenças que afetarão seus outros peixes.

Observe se o revendedor tem uma boa seleção de plantas vivas bonitas. Mesmo se você acabar usando plantas artificiais, uma loja que estoca itens especiais, como plantas vivas de boa qualidade, é muito mais provável de atender às necessidades dos amadores em todos os níveis.

Procure também uma exposição de livros de aquário. Um grande e variado número de títulos indica um negociante que sabe o quão importante é a leitura sobre o hobby para os aquaristas – principalmente os iniciantes.

A qualidade da equipe de vendas também é importante. Eles devem estar bem informados sobre o hobby em geral e interessados ​​em suas perguntas. Eles não precisam saber a resposta para todas as perguntas, mas devem estar dispostos a descobrir quais são as respostas.

Não basta patrocinar a loja com os preços mais baixos. Muitas vezes, a loja com os preços mais baixos tem o pessoal menos experiente, a seleção de mercadorias mais pobre e o peixe menos saudável. É sempre melhor pagar um pouco mais a um revendedor confiável que o apoiará e o ajudará a crescer no hobby.

Depois de comprar seu aquário, você vai querer colocá-lo no local mais adequado em sua casa. Saiba mais sobre como escolher um local de aquário na próxima página.

Para saber mais sobre aquários de água doce, consulte:

Escolhendo um local de aquário

Encontrar o local adequado para o seu aquário é a chave para sua própria diversão, bem como para a saúde de seus peixes.
Existem três fatores básicos a serem considerados antes de realmente comprar um aquário. Você quer decidir onde o tanque deve ir, que tipo de peixe você quer manter nele e quanto dinheiro você se sente confortável em gastar. Você realmente deve tomar essas decisões antes trazendo para casa um tanque. Os aquários duram muitos anos e, se você fizer a escolha errada, poderá ter que conviver com isso por muito tempo.

A primeira coisa da lista é escolher o local do aquário. É importante que você possa ver o aquário facilmente de uma cadeira favorita. Manter o tanque em uma área onde você passa muito tempo aumentará seu prazer com seus peixes e seu interesse em aquarismo.

Sentar-se confortavelmente e observar os peixes permite apreciá-los e também oferece a oportunidade de observar se eles estão se comportando normalmente. Aquaristas experientes podem detectar problemas cedo simplesmente observando mudanças no comportamento de seus peixes.

O tanque também deve estar em um local que ofereça pronto acesso. Embora um aquário não exija muita manutenção, ele precisa de alguma. Se for difícil trabalhar ao redor do tanque devido à falta de espaço, será muito mais provável que você adie o trabalho e deixe a qualidade da água se deteriorar e, como resultado, manter seu aquário saudável se tornará muito mais uma tarefa árdua. .

A localização do tanque também deve ser determinada pela luz, temperatura e tráfego da sala. Um de seus objetivos é fornecer aos peixes um ambiente estável e seguro. Isso é muito mais fácil de fazer se você puder controlar esses fatores.

A luz do sol que entra por uma janela ou porta pode superaquecer o tanque, principalmente no verão, elevando a água a temperaturas letais. O excesso de luz também pode causar um crescimento significativo de algas em um aquário. A combinação de água morna, luz solar e nutrientes na água estimula as algas indesejadas a se multiplicarem e cobrirem todas as superfícies do aquário.

Janelas e portas próximas podem sujeitar o tanque a correntes de ar frio ou quente, dificultando a manutenção de uma temperatura consistente da água. Mudanças rápidas de temperatura criam estresse suficiente para fazer com que alguns peixes fiquem doentes. Por esta razão, o tanque também deve ser mantido longe de radiadores, aberturas e outras fontes de ar quente ou frio.

O tráfego intenso ao redor do aquário pode ser muito perturbador para muitos peixes. Se as pessoas estiverem continuamente andando pelo tanque ou se as prateleiras ou móveis próximos forem usados ​​com frequência, a atividade pode estressar os peixes e dificultar o seu desenvolvimento.

Veja a próxima seção para saber como escolher uma tela de aquário.

Para saber mais sobre aquários de água doce, consulte:

Escolhendo uma tela de aquário

Tanques menores como este podem ser acomodados com segurança em uma mesa ou outro móvel.
Além de escolher o local, você deve ter tempo ao escolher uma exibição de aquário. O tanque deve assentar em um suporte robusto. Uma mesa ou outro móvel raramente é adequado, exceto para o menor dos tanques.

O peso de um aquário típico é de aproximadamente 10 libras por galão, então um tanque de 10 galões pesará cerca de 100 libras e um tanque de 30 galões pesará cerca de 300 libras. A maioria dos móveis não é projetada para suportar esse tipo de peso. Os móveis também sofreriam os efeitos da água derramada e salpicada, o que é uma certeza virtual, não importa o quão cuidadoso você seja.

Por estas razões, a melhor forma de apoiar um aquário é com um suporte concebido especificamente para este fim. Estes são geralmente feitos de madeira ou ferro forjado, às vezes com uma segunda prateleira para outro aquário ou para suprimentos e equipamentos.

Even better are stands with doors to hide air pumps, filters, food, and other items. If you are willing to spend the money, custom-crafted aquarium furniture can make the aquarium fit perfectly into the decor of any room.

The floor itself must be level and capable of withstanding the total weight of the aquarium and support. The main reason for needing a level floor is to avoid uneven stresses on the tank that might cause a leak. It also looks better if the water line is even at the top of the tank. With most tanks, weight will not be a problem.

However, for very large aquariums, 100 gallons or more, some floors may have to be reinforced. One problem with most stands is that all of the weight is actually transmitted to the floor at only four points, where the legs are. It may help to distribute the weight more evenly by placing lengths of wood under the legs.

Go to the next page to find out about choosing the right size aquarium for your space.

Para saber mais sobre aquários de água doce, consulte:

Choosing Aquarium Dimensions

The numbers and sizes of fish that can be kept are affected by both the tank size and tank dimensions.
Your next concern is choosing aquarium dimensions, which includes both the size and shape of the aquarium.

Ideally, you want to purchase the largest tank possible -- one that you can afford and that will fit into the chosen space. A larger aquarium will hold more fish, of course, but greater size will also provide a more stable aquatic environment.

As the volume of water increases, it can be easier to maintain consistent water temperatures and good water quality. This is not to imply, however, that a modest-size tank will have problems. With a little care and attention, any tank of 10 gallons or more can be a healthy home for fish.

The cost of an aquarium rises moderately with its size until you pass capacities of about 55 gallons, at which point prices rise much faster. The amount of glass needed for very large tanks and the increased thickness required as the tanks become deeper contribute to these price increases.

The numbers and sizes of fish that can be kept are affected by both the tank size and the tank dimensions. For this reason, it may help to know what kinds of fish you want to keep when shopping for an aquarium.

If you don't want to plan that far in advance, just be aware that you may have to avoid certain types of fish if your aquarium is not suitable for them. Don't worry, though; no matter what kind of tank you buy, you'll be able to choose from a great variety of potential residents.

You will discover that aquariums of similar or identical capacities can have very different dimensions. While the amount of water that an aquarium holds is important, many new hobbyists do not realize that the dimensions of a tank can be important, too.

The length and width of the tank determine the surface area of the water, and surface area directly affects the number and size of fish that can be kept in the aquarium. The significance of surface area may not be clear until you understand a little more about the biology of an aquatic environment.

One of the most important rules of successful fishkeeping is to not overstock your tank. Overcrowding can make it all but impossible to keep fish alive and healthy.

Increasing the filter size and the amount of maintenance can partially compensate for too many fish, but in the long run nature takes it course and fish will sicken and die until the aquarium is no longer overcrowded.

Exactly what constitutes overcrowding, however, is hard to say. Looking at the tanks in stores is no help because these aquariums are vastly overstocked. The short amount of time the fish are in these tanks, combined with extensive filtration and frequent maintenance, allows retailers to maintain heavy tank populations.

Learn more about choosing an aquarium size in our final section.

Para saber mais sobre aquários de água doce, consulte:

Choosing an Aquarium Size

Hexagonal aquariums such as this one can make very attractive displays.
For many years, aquarists have used guidelines that relate the size of the fish to the volume of the tank. The most common guide when choosing an aquarium size is one inch of fish per gallon of water. This refers to adult fish and does not include the tail.

Although not a bad rule of thumb, this guideline has two major shortcomings. First of all, a fish's length does not by itself indicate the total impact the fish will have on a closed aquatic system.

While some fish are slim, others have much fuller bodies. As fish grow, their weight or mass may increase much faster than their length. The end result is that an aquarium may meet the guidelines of an inch of fish for every gallon of water but still be overstocked or understocked.

The second problem with this guideline is that it doesn't account for surface area, which is a real limiting factor. Fish require oxygen to live. They remove dissolved oxygen from the water and release carbon dioxide into the water, so the dissolved oxygen content of a tank is one of the things that determines a safe stocking level.

Oxygen enters the water from the atmosphere at the surface , and carbon dioxide is released into the atmosphere at the surface . The greater the surface area, the greater the exchange of oxygen and carbon dioxide and the more fish the tank can support.

To take surface area into account, a good guideline for stocking an aquarium is one inch of adult fish (not including the tail) for every 24 square inches of surface area. This also does not account for the

difference between slim and broad fish, but this rule of thumb at least provides a greater margin of safety.

This guideline, by the way, is for tropical aquarium fish. Cold-water fish, such as goldfish, need 30 square inches of surface area per inch, which takes into account their much greater body mass per inch and greater oxygen requirements.

What all of this means is that when choosing an aquarium, it is best to try to select the one that has the greatest surface area for a given volume. If you choose a tank shape that offers less surface area, take that into consideration when stocking it.

Aquariums of the same capacity but different surface areas come in three basic types:regular tanks, show tanks, and long tanks. Show tanks tend to be taller than regular tanks, thus providing a larger front glass area to view the fish but a smaller surface area. They are narrower front to back than normal tanks.

Long tanks have a greater length than regular tanks, making for a very attractive display tank and increasing the surface area. Show tanks are particularly well-suited for deep-bodied fish, such as angelfish, whereas long tanks are good choices for territorial species or for fast-swimming, schooling fish.

A different tank shape is the hexagon aquarium, with six sides. These can make very attractive displays, but keep in mind that the surface area of this type of tank is less than that for a normal tank of the same volume.

Round or bubble tanks are even worse in this respect because the maximum amount of surface area is available only when the tank is half full. As the water level goes higher than this, the surface area decreases. This is the same problem that plagues goldfish bowls.

Worst of all are very tall, thin aquariums, which have the surface area of a much smaller aquarium.

Recently mini aquariums ranging from two to six gallons have become very popular. While they are attractive and inexpensive, these tanks can be very difficult to maintain. They hold limited amounts of water, they have only a minimal surface area, and they often come with inefficient filter systems.

Even experienced fishkeepers have a very difficult time maintaining healthy fish in tanks of this size.

Para saber mais sobre aquários de água doce, consulte:


  1. cães
  2.   
  3. gatos
  4.   
  5. Animais de estimação pequenos
  6.   
  7. Animais fofos
  8.   
  9. Aves
  10.   
  11. Répteis